guilherme_00_1
guilherme_02_1
guilherme_03_1
guilherme_01_1
guilherme_13_1
guilherme_04_1
guilherme_05_1
guilherme_07_1
guilherme_09_1
guilherme_12_1
guilherme_11_1

Guilherme, 59 anos, pernambucano. chegou em São Paulo no começo dos anos 1980, hoje  é o segurança da rua Capote Valente, Pinheiro, São Paulo, local que de 2013 à 2016 eu morei e trabalhei.

 

Após um período de reconhecimento ficamos amigos, sua guarita é colada ao muro que eu dormia, Já morava sozinha essa época, e por muitas vezes passei boas noites trocando idéia com ele, tomávamos café juntos e até algumas tardes de domingo passavamos juntos, falávamos de tudo: política, família, futebol, futilidades, artes, uma espécie de sessão de terapia.

Em 2016 me mudei desse endereço, e no dia da mudança ele me mostrou uma única fotografia da família dele com os pais e irmãos, me pediu para reproduzir a foto porque gostaria de presentear os outros 3 irmãos.

 

A fotografia se mostrou, foi colocado aos olhos. Disse que não teria problema, mas com a condição de entregar uma cópia para mãe dele que ainda é viva e eu tinha a informação que ela morava no estado São Paulo, e pintaria a fotografia digitalmente.

As fotos narram esse trajeto que fiz de São Paulo até o bairro dos Pimentas em Guarulhos/ SP, o retrato dele com a mãe, a cópia desse retrato agora colorido e minha volta para casa.

2018 ©fernando banzi